• Blog
  • Perfil
  • Política
  • Gerais
  • Imagens
  • Contato
Enquete


Nenhuma enquete.

Buscar
Untitled Document
22.05
07:57

Integrantes da OAB/RN querem pedir impeachment de Robinson Faria

  • Por Heitor Gregório/Portal Tribuna do Norte
A OAB nacional entrou com o pedido de impeachment contra o presidente Michel Temer, por causa da delação da JBS. 

Também citado no vasto material entregue na delação premiada, o Governador Robinson Faria (PSD) poderá ter seu pedido de impeachment pela seccional da OAB potiguar. Ele é acusado de receber propinas que totalizam R$ 10 milhões, prometendo em troca a privatização da CAERN, que já está com estudos em curso, ao custo de R$ 6 milhões para firmar Parcerias Público Privadas. 

Desde ontem (20), a movimentação é intensa nos bastidores. 

Resta saber se o presidente Paulo Coutinho vai acatar a sugestão de alguns membros. Ele é sócio no escritório de advocacia de Tatiana Mendes Cunha, chefe da Casa Civil do Estado. 
22.05
07:49

Governador anuncia Central do Cidadão e Café do Trabalhador para Areia Branca

Em mais uma ação multissetorial do Governo do Rio Grande do Norte, Areia Branca, município situado a mais de 300 quilômetros de Natal, recebeu nesta sexta-feira (19) a 15ª edição do Vila Cidadã. 

No evento, o governador Robinson Faria anunciou a instalação de uma unidade da Central do Cidadão e do Café do Trabalhador, ações administradas pela Secretaria de Estado do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social. 

As Centrais do Cidadão foram reformuladas pela atual gestão contemplando a construção de sedes próprias, para evitar os gastos com aluguel e permitindo que sejam erguidos de forma específica para atendimento ao público. 
21.05
20:11

Bye-bye Temer: jantar “fracassa” e base aliada começa a abandonar presidente

Sem quórum, o presidente Michel Temer cancelou o jantar de adesão com políticos da base aliada, marcado para este domingo (21) no Palácio do Alvorada, em Brasília. 

Boa parte dos líderes preferiu ficar nas suas bases políticas e sequer viajou a Brasília para o encontro. O cancelamento do jantar revela o esvaziamento do presidente Temer.

Para minimizar o efeito do cancelamento do jantar, divulgou-se a versão de que acontece apenas uma “reunião informal” entre o presidente, membros de sua equipe e aliados.

Até o início da noite, o PSDB e o DEM estavam representados no encontro, o que reforça a ideia que os dois partidos deixarão a base de apoio a Temer.
21.05
19:57

Potiguar fica no empate com Maranhão

Jogo aconteceu em Edgarzão, devido a interdição do Nogueirão

O Potiguar estreou na Série D do Brasileirão 2017 com empate de 0 a 0 com a equipe do Maranhão. Atlético Clube. O jogo foi disputado em Assu, no Edgarzão, na tarde deste domingo, 21.

O jogo foi em Assu porque o Nogueirão está interditado.

O Time Macho ainda desperdiçou um pênalti, assim como o seu adversário. No próximo final de semana, o Alvirrubro mossoroense viajará ao Estado do Ceará para enfrentar o Guarani.
20.05
23:13

Robinson e seu filho Fábio recebem R$ 10 milhões em propina do grupo JBS


A J & S (do grupo JBS) pagou R$ 10 milhões em propina ao governador do Rio Grande do Norte, Robinson Faria, e a seu filho, o deputado federal Fábio Faria, ambos do PSD. A denúncia é feita pelo diretor de Relações Institucionais e Governo da empresa, Ricardo Saud (veja áudio).

O dinheiro da propina foi pago na campanha eleitoral de 2014, em troca a J & S ficaria com a concessão da Empresa de Águas e Esgotos do RN (CAERN), que seria privatizada. O acerto da propina ocorreu em São Paulo, durante um jantar dos políticos com diretores da J & S.

A J & S, contudo, ficou com o “prejuízo”, pois desistiu de entrar no ramo das concessões públicas, a partir das investigações contras as construtoras Odebrecht e OAS, na Lava Jato. “Preferimos perder o que gastamos”, revelou Ricardo Saud, à Procuradoria da República.
20.05
06:33

Prefeitura firma termo de cooperação e Mossoró retomará os cirurgias eletivas

A Comissão Intergestora Bipartide (CIB) aprovou a firmação de Termo de Cooperação Técnica Financeira entre a Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) e a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) para a complementação de recursos para serviços de média e alta complexidade. O documento prevê o investimento de R$ 11.397.677,62 para a complementação da tabela SUS (Sistema Único de Saúde).

Com a aprovação do documento, o município poderá retomar as cirurgias eletivas, que estavam paralisadas desde o ano passado. De acordo com o termo, a complementação deste tipo de procedimento será de 100% da tabela SUS, sendo 60% dos recursos de responsabilidade do Estado e 40% do município.

O secretário municipal de Saúde, Benjamin Bento, informa que iniciou o contato com os hospitais para o procedimento de contratação a fim de retomar as cirurgias. “Já estamos conversando com o Hospital Wilson Rosado, a Apamim, e a Liga Mossoroense de Estudos e Combate ao Câncer (LMEEC), no intuito de conhecer a capacidade instalada de cada unidade para poder firmar o contrato para a realização dos procedimentos cirúrgicos”, informa.

Também será feito a triagem dos pacientes que estão na fila de espera por uma cirurgia eletiva. A proposta é encaminhar os pacientes para fazer a avaliação no Centro Clínico Vingt-um Rosado, conhecido como PAM do Bom Jardim, onde serão realizados o risco cirúrgico e os exames necessários para a cirurgia.
18.05
18:12

"Não renunciarei", diz presidente Temer

Com abertura de inquérito por Fachin, Temer pede rápida apuração de denúncias pelo Supremo Federal

  • Da Agência Brasil
O presidente Michel Temer disse hoje (18) que não irá renunciar ao cargo e exigiu uma investigação rápida na denúncia em que é citado, para que seja esclarecida. "Não renunciarei. Repito não renunciarei", afirmou em pronunciamento, no Palácio do Planalto.

“Sei o que fiz e sei da correção dos meus atos, e exijo investigação plena e muito rápida para os esclarecimentos ao povo brasileiro. Essa situação de dúvida não pode persistir por muito tempo”, disse Temer, em pronunciamento. 

Foi a primeira fala do presidente após divulgação na noite de ontem (17) de reportagem do jornal O Globo em que é citado. A reportagem diz que em encontro gravado, em áudio, pelo empresário Joesley Batista, o presidente teria sugerido que se mantivesse pagamento de mesada de Batista ao ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha, e ao doleiro Lúcio Funaro para que estes ficassem em silêncio. Cunha está preso em Curitiba.

Hoje, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin homologou a delação premiada dos irmãos Joesley Batista e Wesley Batista, donos do grupo JBS, firmada com o Ministério Público Federal (MPF) e abriu inquérito para investigar o presidente Michel Temer.

Segundo Temer, a investigação do Supremo Tribunal Federal (STF) será território onde surgirão todas as explicações e nunca autorizou ninguém a usar seu nome indevidamente. “No Supremo, demonstrarei não ter nenhum envolvimento com esses fatos”, disse.

Temer negou ter concordado com pagamentos a Eduardo Cunha. Afirmou ainda que não teme delações premiadas. “Em nenhum momento autorizei que pagasse a quem quer que seja para ficar calado. Não comprei o silêncio de ninguém. Por uma razão singelíssima. Exata e precisamente porque não temo nenhuma delação. Não preciso de cargo público nem de foro especial. Nada tenho a esconder, sempre honrei meu nome”, disse.

No pronunciamento, Temer disse que seu governo "viveu nessa semana seu melhor e seu pior momento". O presidente citou a queda da inflação, dados de geração de empregos, avanço das reformas Trabalhista e da Previdência no Congresso, ocorridos em sua gestão, e que isso não poderia ser perdido. “Todo o imenso esforço de retirar o país da recessão pode ser tornar inútil. E não podemos jogar no lixo da história tanto trabalho feito em prol do país”.

Ainda ontem, depois da divulgação da reportagem, Temer se reuniu com os ministros Antonio Imbassahy, da Secretaria de Governo; Eliseu Padilha, da Casa Civil; Moreira Franco, da Secretaria-Geral da Presidência da República. Também estiveram na reunião assessores da Secretaria de Comunicação da Presidência.

Era esperado um pronunciamento do presidente ontem, porém cerca de uma hora depois do início da reunião, o Palácio do Planalto divulgou nota, na qual Temer negou as acusações. Hoje, o presidente explicou que só veio a público no dia seguinte, porque esperava o envio do conteúdo da delação dos irmãos Batista pelo STF, o que ainda não ocorreu.

“Ressalto que só falo agora dos fatos que se deram ontem porque tentei conhecer primeiramente o conteúdo de gravações que me citam. Solicitei oficialmente ao Supremo Tribunal Federal acesso a esses documentos, mas até o presente momento não o consegui”.
18.05
06:09

‘Se renunciarem, melhor’ diz Janaina Paschoal sobre Temer e Aécio Neves

Coautora do pedido de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, que acabou por conduzir Michel Temer à presidência da República, a jurista e professora do Departamento de Direito da Universidade de São Paulo (USP) Janaina Paschoal entende que, em se confirmando o conteúdo das gravações do dono da JBS sobre Temer e o senador Aécio Neves (PSDB-MG), reveladas nesta quarta-feira pelo jornal O Globo, ambos devem deixar seus cargos.

“Se eles tiverem a grandeza de renunciar, tanto melhor, mas a renúncia é um ato personalíssimo, ninguém pode obrigá-los. Se tiverem essa grandeza, melhor para o país. Se não tiverem, as instituições têm que funcionar, não tem saída”, afirma a VEJA Janaina, que defende que o relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Edson Fachin, retire o sigilo das gravações feitas por Joesley Batista.

A jurista diz que “é absurdo que no meio dessas investigações todas, esses processos todos, uma pessoa mantenha um diálogo desses dentro do Palácio” e compara Temer a Dilma Rousseff no episódio da divulgação dos grampos da Lava Jato sobre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. “Acho que determinados cargos exigem uma certa compostura, uma honorabilidade. Se isso se confirmar, além de ser crime, quebra e perde qualquer respeitabilidade, não dá. É como quando a gente ouviu a Dilma oferecendo o papel para o Lula ser protegido de prisão”, lembra Janaina Paschoal.

Ela também critica quem comemorou as revelações contra Michel Temer e Aécio Neves. “Se eles cometeram esses crimes, isso não faz os crimes da Dilma e do Lula serem menores. Acho uma tristeza o brasileiro feliz com uma cena dessas. O problema que a gente tem são os principais políticos envolvidos em crimes gravíssimos. A situação é séria”, afirma.
18.05
02:32

Deputado da Rede protocola pedido de impeachment do presidente Temer

Cabe agora ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), decidir se dará ou não seguimento ao processo de impeachment

O deputado Alessandro Molon (Rede-RJ) protocolou na Secretaria-Geral da Mesa da Câmara dos Deputados pedido de impeachment contra o presidente Michel Temer (PMDB). Segundo reportagem do jornal O Globo, Temer deu aval para que repasses de dinheiro fossem feitos para comprar o silêncio do ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Um ex-assessor de Temer, o atual deputado federal Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), aparece em imagens gravadas pela Polícia Federal recebendo uma mala com 500.000 reais.

“A espinha dorsal do governo foi quebrada hoje. O governo acabou”, disse o autor do pedido de impeachment.

No pedido de processo por crime de responsabilidade contra Temer, a Rede sustenta que “torna-se evidente que o presidente praticou conduto que se enquadra nos tipos mencionados [além de crime de responsabilidade, crime contra a probidade na administração], o que torna inevitável o recebimento da presente denúncia”.

Cabe agora ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), decidir se dará ou não seguimento ao processo. A ação, a exemplo do que ocorreu com Dilma Rousseff, tem de passar por uma comissão especial antes de ir ao plenário. Já há na Câmara um pedido de impeachment de Temer. A ação, no entanto, jamais andou porque partidos aliados do peemedebista se recusaram a indicar membros para a comissão, o que inviabiliza os trabalhos. 
18.05
00:17

Em nota, Temer nega pagamentos e diz defender ‘profunda investigação’

  • Do portal Veja.com
Diante do escândalo político provocado pelas revelações, em delação premiada, do empresário Joesley Batista, o presidente Michel Temer negou ter pedido para que fosse comprado o silêncio do deputado cassado Eduardo Cunha, ex-presidente da Câmara preso em Curitiba, e disse defender “profunda investigação” sobre as acusações de Batista. Em acordo de delação premiada firmada com a Procuradoria-Geral da República, o dono da JBS gravou um áudio em que Temer aparece dando aval para o pagamento de uma mesada a Cunha e ao operador Lúcio Funaro, segundo informações divulgadas pelo jornal O Globo na tarde desta quarta-feira.

Depois das revelações, Temer convocou uma reunião de emergência no Palácio do Planalto e, em seguida, divulgou a seguinte nota:

“O presidente Michel Temer jamais solicitou pagamentos para obter o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha. Não participou e nem autorizou qualquer movimento com o objetivo de evitar delação ou colaboração com a Justiça pelo ex-parlamentar.

O encontro com o empresário Joesley Batista ocorreu no começo de março, no Palácio do Jaburu, mas não houve no diálogo nada que comprometesse a conduta do presidente da República.

O presidente defende ampla e profunda investigação para apurar todas as denúncias veiculadas pela imprensa, com a responsabilização dos eventuais envolvidos em quaisquer ilícitos que venham a ser comprovados”.
17.05
21:47

Do Jornal Nacinal: Dono da JBS grava Michel Temer tratando sobre propina

Exatamente às 19h30, uma notícia bombástica abalou o Brasil. O colunista Lauro Jardim revelou, no site do jornal O Globo, que o dono do frigorífico JBS, Joesley Batista, entregou ao Ministério Público Federal uma gravação feita em março. Nela, Joesley Bastista conta ao presidente Michel Temer que está pagando pelo silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha.

Segundo o jornal O Globo, os irmãos Joesley e Wesley Batista e outras cinco pessoas estão tentando fechar um acordo de delação premiada com o Ministério Público e apresentaram várias gravações aos procuradores. Em uma conversa gravada, o presidente Michel Temer indica para Joesley o nome do deputado Rodrigo Rocha Loures, do PMDB do Paraná, para resolver, no governo, um assunto da empresa J&F.

Ainda segundo o jornal, em uma gravação feita logo depois, o deputado aparece recebendo uma mala com R$ 500 mil enviados pelo empresário.

Nessa conversa, de acordo com a reportagem do O Globo, Joesley Batista aparece contando a Michel Temer que estava dando a Eduardo Cunha e a Lúcio Funaro, operador do PMDB no esquema da Lava Jato – os dois presos em Curitiba – uma mesada para ficarem calados. Nessa conversa, segundo o jornal, diante da informação, Temer incentivou: “Tem que manter isso, viu?”.

Provas - O jornal O Globo mostrou que, pela primeira vez na Operação Lava Jato, foram feitas ações controladas. Sete no total, para a obtenção de provas em flagrante.

Segundo o jornal, tudo foi combinado com a Polícia Federal. Os diálogos e as entregas de dinheiro foram filmadas pela PF.  Além disso, a reportagem mostra que as cédulas tinham os números de série informados aos procuradores para ficar mais fácil o rastreamento. E as malas e as mochilas usadas para a entrega da propina estavam com chips.

Apenas nessas ações chamadas de controladas foram distribuídos R$ 3 milhões em propina durante o mês de abril. As primeiras conversas para o acordo da delação premiada começaram em março e os depoimentos terminaram na semana passada.

Os sete delatores acertaram o pagamento de R$ 225 milhões em multa. Eles não vão ficar presos nem vão usar tornozeleiras eletrônicas.
17.05
18:58

Sandra articula audiência da Câmara com Robinson Faria sobre violência

Vereadora vê insucesso do Ronda Cidadã e não ver porque tratar de programa audiência com gestor estadual

A vereadora Sandra Rosado (PSB) articula uma audiência de uma comissão de edis com o governador Robinson Faria (PSD) para tratar do problema da violência em Mossoró. A criminalidade no município está fora do controle e o Estado impotente no combate ao crime.
Durante a sessão desta quarta-feira (17), Sandra Rosado defendeu a audiência e sugeriu que a mesmo possa ocorrer até a próxima semana, diante da urgência que o caso querer.

A parlamentar, porém, antecipou que a audiência dos vereadores com o governador não tratará do Programa Ronda Cidadão, implantado pelo Estado em Mossoró, já neste ano.

_ O programa Ronda Cidadã está afundado no insucesso_, atestou a vereadora. 

O número de homicídios em Mossoró é alarmante. Atualmente, a cidade beira os 100 assassinatos em 2017, em menos de cinco meses do ano.
17.05
18:29

EUA: “górpi” ronda presidente Trump

Nos Estados Unidos, uma das discussões políticas de momento diz respeito a abertura de um possível processo de impeachment do presidente Donald Trump.

O motivo para a abertura do processo seria a ingerência política de Trump nos assuntos do FBI (a Polícia Federal americana). A população dos EUA foi consultada sobre o assunto.

E 48% dos entrevistados pela empresa Public Policy Polling são favoráveis ao impeachment de Temer; outros 41%, não.

Detalhe: Se fosse no Brasil, os trumpistas já estaria falando em “górpi” contra o presidente, como ocorre no Brasil com a cassação do mandato da ex-presidente Dilma Rousseff (PT).
17.05
06:37

Toma lá, dá cá: governo anuncia pacote de "bondades" em troca de Previdência

O governo Temer anuncia um pacote de “bondades” para os municípios, como “moeda de troca” pela aprovação da proposta de reforma da previdência social. Por meio de Medida Provisória, o governo está liderando R$ 5,9 bilhões em programas dirigidos às prefeituras.

Trocando em miúdos; o governo Temer atende às bases políticas para aprovar a reforma. Além da verba, prefeituras e Estados poderão parcelar em até 200 vezes as dívidas com o INSS. 

O texto também prevê a redução dos juros da dívida em 80% e das multas em 25%.A votação da proposta está prevista para as próximas semanas.
17.05
06:28

Câmara debate a falta de água na região de Eldorado dos Carajás II, antiga Maísa

Vereador Alex Moacir, líder governista, cita algumas ações da municipalidade nessaa região da zona rural de Mossoró

Os vereadores comentaram, na sessão de desta terça-feira (16/05), reunião realizada entre a Câmara Municipal e a prefeita de Mossoró, Rosalba Ciarlini, sobre a falta de água no assentamento rural Eldorado dos Carajás II (Maísa). A presidente da Câmara, vereadora Izabel Montenegro (PMDB) organizou a reunião, após solicitação dos vereadores da Casa.

O vereador Rondinelli (PMN) destacou a participação de todos os vereadores na reunião. Petras (DEM) relatou que um dos problemas enfrentados pela população do assentamento rural era a falta de água. “O carro pipa já foi enviado para sanar este problema.”, completou.

O parlamentar Alex Moacir (PMDB) disse, ainda, que outras ações emergenciais foram tomadas para atender às famílias do assentamento e ressaltou a importância da união entre os vereadores para resolver questões como essa. “Foi muito importante ver a união de todos em prol da população e o empenho da Prefeitura de Mossoró”, afirmou o vereador Alex Moacir.
16.05
23:29

Rosalba está entre melhores prefeitas do país nos 100 primeiros dias de gestão

A prefeita Rosalba Ciarlini recebe premiação destinada aos 100 melhores prefeitos do país nos 100 primeiros dias de gestão. Foram observados entre os critérios ações nas áreas de desenvolvimento social, educação, saúde, infraestrutura, transparência pública e qualidade de vida.

Mossoró também foi citada como a primeira cidade do Rio Grande do Norte em qualidade nos serviços ofertados à população.

A pesquisa foi realizada pela União Brasileira de Divulgação (UBD) através da Pesquisa Nacional de Utilidade Pública. O gestor citado na lista atende também aos requisitos de responsabilidade e credibilidade junto aos órgãos governamentais e de fiscalização.

“Ficamos felizes em ver que o nosso esforço está sendo reconhecido. Iniciamos enfrentando dificuldades, mas priorizando a reorganização da cidade, o restabelecimento dos serviços essenciais e o equilíbrio nas contas públicas”, destaca a prefeita.

A classificação pode ser acessada no site: www.ubd.com.br

16.05
23:24

Chacina no município de Serra do Mel

Ao menos seis pessoas morreram esta noite, em uma chacina na Vila Pará, no município de Serra do Mel. A movimentação policial é intensa no município.

Um grande aparato policial foi montado para o caso. Somente no meio da noite, o carro de Itep se dirigiu á Serra do Mel para o resgate dos corpos.
16.05
05:51

PF indicia Lula por corrupção e agora ex-presidente já soma 6 ações penais

O indiciamento do ex-presidente e outras 12 pessoas é por crime de corrupção passiva e se refere a suposta compra de medida provisória

O ex-presidente Lula é ré em seis ações penais. Em inquérito da Operação Zelotes, Lula é indiciada pela Polícia Federal em crime de corrupção passiva. 

A investigação vê indícios de que a edição da Medida Provisória 471 envolveu o pagamento de R$ 6 milhões destinados ao PT, o partido de Lula. A defesa do ex-presidente nega as ações e refuta o que chama de “ilações”.

A investigação do Ministério Público e o indiciamento da Polícia Federal também incluiu outras 12 pessoas, entre elas dois ex-ministros e empresários.
16.05
05:39

RN ultrapassa 900 assassinatos em 2017 e Mossoró beira 100 homicídios no ano

O número de assassinatos só faz crescer no RN em 2017. O Estado já contabiliza mais de 900 homicídios no ano. Até o último fim de semana, já eram 910 mortes.

E Mossoró beira os 100 assassinatos, já são 98 mortes violentas no ano (fonte: www.passandonahora.com.br).

Enquanto isso,  o Estado permanece inerte diante da onde de violência, perdendo a batalha para a criminalidade. O cidadão, portanto, segue entregue à própria sorte.

15.05
21:44

Prefeita Rosalba Ciarlini participa da XX Marcha em Defesa dos Municípios

A prefeita Rosalba Ciarlini está em Brasília onde participa da XX Marcha em Defesa dos Municípios. O evento é considerado um dos maiores em número de autoridades do mundo e ocorre no Centro Internacional de Convenções do Brasil (CICB).

Defensora da causa municipalista e do fortalecimento das cidades, a prefeita participa dos debates que, entre outras pautas, abordam as reformas que estão em discussão no país. 

Os presidentes da República, Michel Temer, e do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, estão entre as autoridades que deverão participar da mobilização.

© 2009 Gutemberg Moura - A notícia com credibilidade. Todos os direitos reservados

Desenvolvimento: Micael Melo